Ai se eu pudesse

Domingos Gonçalves da Costa Letra
Martinho d’Assunção Música

Ai, se eu pudesse falar,
Gritar o meu desespero,
Contar ao mundo a quem eu amo e quero,
Sem que o mundo pudesse murmurar.
Então, meu Deus, seria mais feliz,
Porque é veneno o segredo
Que a boca cala e não diz.

E fiz desta canção
A meiga confidente,
D’um segredo d’amor
Que guardo avaramente,
Até que chegue a hora
Em que eu puder viver feliz,
Junto de quem é a razão do meu viver.

Ai, se eu pudesse abraçar
Quem foge dos meus abraços,
Quem sinto andar na sombra dos meus passos,
Sem que eu, pobre de mim, possa alcançar.
Escusava de sofrer a dor ruim
De andar na vida à procura,
De quem se afasta de mim.